Dias de trabalho e trabalho de dias…

13 May
O dia começou chuvoso e atribulado. Ao acordar o olhar para fora e ver novamente cinzento é desesperador. E o processo entre acordar e levantar toma uns valentes minutos, preciosos. Tomar banho, arranjar-me e estar pronta para sair. Mais uma olhadela para o relógio, e com ele a triste conclusão que já está tarde demais para ir de carro até à faculdade. Resta-me conduzir até ao estacionamento em frente à paragem de bus. Entretanto, lá vou eu até ao carro cheia de tralhas, chave na mão que teima em cair para dentro da mala. E as malas de mulher são verdadeiros emaranhados de tudo e mais alguma coisa. Mais dez minutos à procura da chave. Chegada à paragem e a quase perda do bus, pronto o motorista foi simpático e deixou-me entrar. Trânsito e mais trânsito e a chuva dá o ar da sua graça.
Chego finalmente à faculdade e lá estou eu na aula de penal. Crimes por omissão e eu a visualizar o terrível exemplo dado, dum pai que vê o filho a afogar-se e acha não ter obrigação de o salvar. Ora bolas, paga impostos e o nadador salvador tem que servir para alguma coisa. Exemplo absurdo mas elucidativo, concluo.
Uma e meia e a pressa de chegar a casa porque o tempo urge e amanhã tenho um trabalho para apresentar. São quase seis e eu aqui perdida por entre textos e livros a tentar elaborar um trabalho, acerca do direito a não nascer , digno de ser lido por alguém ( e de despertar algum interesse plausível). Mas que raio de direito este.  Analiso o “Arrêt de Perruche” e quase me descabelo. O trabalho é para apresentar em francês (se fosse em português dava muito mas muito mais jeito, mas eles tendem a complicar). Ou seja, em português já eu me via aflita, então em francês ainda me dá mais dores de cabeça.
A piorar o cenário, amanhã ainda há teste no curso de francês. Eu devia ter batido com a cabeça há pouco tempo quando decidi inscrever-me lá. Já devo ter feito uns cinco testes de francês este semestre (estou a exagerar).
E agora são horas de pausa para o café.  E escapadela para escrever no blog. Esperança de conseguir despachar tudo a horas decentes (muito pouco provável, mas a esperança não pode morrer).
Advertisements

One Response to “Dias de trabalho e trabalho de dias…”

  1. Mokas Thursday 14 May 2009 at 12:17 #

    trabalho em fr?!?!?
    mas quem é que tem um devaneio desses?

Express yourself!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s