Deu-me para pesquisar relações amorosas

21 Jun
De há uns tempos para cá tem-me dado para observar as relações amorosas. Tem-me dado para me armar em analista sociológica e tentar perceber porque é que algumas mulheres têm normalmente relações fantásticas, e outras quase nunca passam do estádio 24horas de coração nas mãos (eu, eu, eu!). Isto não é um estudo científico e a bem da verdade é uma ideia algo generalista, mas concluí que de todas as minhas amigas as que têm namoros e casamentos mais sólidos são as que se valorizam. Não são as que são almas boas à prova de qualquer coisa, nem as mais bonitas ou as que têm um corpo de top model, nem mesmo as que fazem tudo a toda a hora pelos companheiros. São as que até podem fazer isso, mas que  se valorizam sempre. Não correm atrás deles como se fossem as últimas coca-colas do deserto, não tentam tudo por tudo para que as coisas corram bem, não agem contra os seus valores para que as coisas resultem. Na verdade elas demonstram o medo de os perder de uma forma cuidadosa. Nunca deixam que o seu ego esteja completo. Elas fazem o contrário: provocam-lhes medo de as perder.
A propósito disto lembro-me sempre de um filme que vi sobre o Príncipe William e a Kate baseado em factos verídicos e na real história. A dada altura uma criatura vira-se para a Kate e diz-lhe que ela tem muita sorte por estar ao lado de um Príncipe. Ao que ela responde que ele é que tem sorte em estar ao lado de uma mulher como ela. Percebem a ideia?
Descobri ainda que tendem a ser mulheres mais difíceis. Que não se dão facilmente, que obrigam os tipos a andarem ali atrás e a assumirem alguma coisa antes de haver algo mais.
Como disse isto é uma generalização. Mas que ainda assim me parece acertada na maioria dos casos.
Seja como for, este post é sobretudo para todas aquelas mulheres que se estão a desgrenhar e a chorar por uma relação falhada. Não sou ninguém para dizer o que quer que seja sobre relações amorosas, mas estar no degredo só atrai coisas más. Peguem em vocês e vão às compras. Ponham-se bonitas só porque sim, vão ao cinema ver o filme que querem, em suma vivam. Uma pessoa que nos faz chorar mais que a conta até pode ser a pessoa certa. Mas depois de nos pôr a chorar vai ter que provar que o é, redimir-se. Acreditem, se for a pessoa certa fá-lo-á. Demore o tempo que demorar.
Não sei como é com vocês, mas eu quero estar ao lado de uma pessoa que  possa fazer feliz todos os dias e que me faça feliz todos os dias. Menos que isso não vale de todo a pena.
 E sim, na verdade vou ver se ponho em prática as conclusões deste meu estudo. Bem preciso. Se quiserem ponham-nas também.
O que mais quero é ser feliz. E ver-vos felizes também.

 

Advertisements

Express yourself!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s