A empreendedora que há em mim

7 Jul
Há uns dias andava eu a vaguear pelas promoções da Zara, em busca de um qualquer achado merecedor de vir comigo para casa, quando reparei num casal quase a pegar-se em plena loja. O cenário era típico: ela queria experimentar uma pilha de roupa, ele não estava para ficar ali especado no meio de tanto trapo feminino.
Uma pessoa já devia saber que arrastar homens para as compras (sobretudo para compras de roupa em promoções o que requer uma análise cuidada e paciente) nunca dá bom resultado. Para isso é que temos amigas.
Seja lá como for, enquanto os observava (discretamente, pois claro) surgiu-me uma ideia. Porque é que as lojas, sobretudo as de roupa, não têm um sofázeco simpático onde possamos largar as companhias impacientes? Podia até haver uma zona lounge toda atractiva com cafézinhos e águinhas e tal (tudo a pagar que isto ninguém dá nada a ninguém) onde os marmanjos pudessem esperar pelas suas deusas, e socializar com os iguais em situação.
No fundo saía toda a gente a ganhar. Nós, eles, e os empresários proprietários das lojas que acabariam até por facturar mais uns trocos. A consequência seria pessoas mais felizes, relações melhores, e economia a mexer.
É nisto que dá ter sempre o cérebro a fervilhar. Ideias não me faltam.
Advertisements

One Response to “A empreendedora que há em mim”

  1. dina Thursday 7 July 2011 at 13:55 #

    A mim parece-me uma óptima ideia!

Express yourself!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s