Tottenham

8 Aug
A violência a que assistimos no bairro londrino de Tottenham é trágica. Casas destruídas, automóveis incendiados, ruas mutiladas pela sede de vingança tão característica da revolta.
No entanto, quem conhece minimamente o sistema jurisdicional anglo-saxónico sabe que a polícia inglesa age, mais vezes do que se orgulharia ou até se atreveria a admitir estou certa, de uma forma um tanto ou quanto rigorosa no sentido mais depreciativo do termo, quando temos em conta direitos fundamentais. Quem não se lembra do brasileiro, inocente, morto em Londres pelas autoridades policiais quando se preparava para apanhar o metro, por ter sido confundido com um delinquente dito terrorista perigoso? Ou até do português acusado e preso também na capital inglesa (se a memória não me ousa falhar), ainda que sem provas sustentadoras, pela morte da namorada?
Mais exemplos haverá e mais poderia dar, mas talvez estes dois sirvam para refrescar memórias mais apagadas, e fazer reflectir mais que dois segundos sobre a questão.
Não sei o que terá acontecido ao certo nesta específica morte de Mark Duggan, que originou todo este motim. Mas sei que não é através do ódio que se chega a um consenso. Provavelmente a resolução de todo este conflito passa por encontrar um equilíbrio com base na tolerância. É que, se é certo que os cidadãos merecem ter uma polícia na qual possam confiar, na qual saibam  que as exigências de segurança e direitos maiores de cada um serão as mais das vezes respeitados (dizer sempre seria muito possivelmente utópico), também o é que esses mesmos cidadãos têm que respeitar as regras do que é uma sociedade, vivendo e convivendo nela pacificamente.
Pelo que, parece-me que a manifestação que se iniciou pacífica assim deveria ter continuado. Porque roubar, partir vidros, destruir o que é de todos, representa um perigo social muito mais elevado do que propriamente o valor material dos danos. Abre-se a porta a um tipo de vandalismo maior, e fomentam-se convicções radicais que facilmente serão de temer.
A bem da verdade plantar a semente da discórdia nunca será o caminho. E nesse aspecto, a Europa em particular e o Ocidente no geral, têm e começam a ter, infelizmente, bastante experiência.
Advertisements

One Response to “Tottenham”

  1. amberhella Tuesday 9 August 2011 at 01:08 #

    …londres <3…..; (

Express yourself!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s