Servem para alguma coisa, afinal

9 Sep
Dei por mim a concluir que os desgostos de amor, ainda que dolorosos e amargos, têm uma serventia inquestionável: fazer-nos perceber e definir o que queremos realmente no futuro. Fazer-nos traçar a linha do que é ainda tolerável e daquilo que simplesmente não suportamos. As pessoas são diferentes, têm ideais distintos, mas no fundo procuram todas o mesmo: amar e serem amadas. Sem grandes complicações.
Advertisements

3 Responses to “Servem para alguma coisa, afinal”

  1. João de Castro Nunes Saturday 10 September 2011 at 11:18 #

    Um mal de amor verdadeiro
    não chega nunca a ter cura,
    pois é pena que perdura
    como se fosse o primeiro!

    JCN

  2. João de Castro Nunes Saturday 10 September 2011 at 11:25 #

    Quando é banal o amor,
    em caso de rompimento,
    tem na troca o tratamento
    sem chegar a causar dor!

    JCN

  3. Laetitia Saturday 10 September 2011 at 18:22 #

    Infelizmente (ou felizmente , vai-se lá saber) é verdade.

Express yourself!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s