Evolução dos tempos

14 Sep
Antigamente, em tempos para lá de longínquos na memória, quando se conhecia alguém interessante que não se queria perder de vista, pedia-se um pouco a medo o número de casa, acompanhado do e-mail para se adicionar no msn. Depois, chegaram os telemóveis e a comunicação facilitou-se. Passou então a pedir-se o contacto que dava acesso directo à pessoa em causa, abrindo-se a porta ao mundo mágico das mensagens escritas, e mais tarde das mms ( o único entrave era mesmo ser-se de redes diferentes, o que levou muito boa gente a ter dois cartões, que nisto de um possível amor não se podem desperdiçar cartuchos). 
Hoje em dia saca-se do Blackberry ou do Iphone e adiciona-se a pessoa no facebook, ali em tempo real sem rodeios ( é nestas alturas que agradeço a mim própria ter bloqueado o perfil pessoal à pesquisa).
Para mim, que sou uma old fashioned girl, não há nada que substitua um telefonema. Ou mensagens agradáveis que se prolongam num café à beira rio. É que esta coisa do facebook e do chat que por lá há – perdoem-me os adolescentes, chamem-me velha – não convence. Lamento. 

 

Advertisements

Express yourself!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s