Depois dos 18 é sempre a voar…

9 Nov
Quando a minha mãe me dizia que a partir dos 18 é que o tempo começaria a fugir-me por entre os dedos eu, uma miúda, ria-me com um descaso algo trocista. Ria-me, do alto da minha juventude petulante, por não compreender que os 18 pudessem traçar uma qualquer fronteira temporal… afinal os anos continuariam a ter os mesmos 365 dias (ou 366, na melhor das hipóteses), e os dias continuariam com as 24 horas de sempre.
Hoje continuo uma garota – os meus 23 anos não me conferem falsas ilusões – mas já entendo o significado de sábias palavras. O tempo de facto parece arrastar-nos com ele a uma velocidade estonteante. Ainda ontem era verão e já estamos com um pé no Natal.
Ora bolas, parece que desceram em mim os primeiros sintomas de uma tenra velhice!
Advertisements

4 Responses to “Depois dos 18 é sempre a voar…”

  1. Me Wednesday 9 November 2011 at 16:41 #

    E vais sentir ainda mais isso quando achares que ainda ontem estavas na faculdade e tinhas 18 anos e afinal já passaram 10…

  2. João de Castro Nunes Wednesday 9 November 2011 at 16:42 #

    Dos relógios os ponteiros
    têm diversos andamentos:
    para os jovens são mais lentos,
    para os velhos mais ligeiros!

    JCN

  3. Laetitia Wednesday 9 November 2011 at 17:36 #

    João sempre certeiro.:) Já lhe estava a sentir a falta… Um resto de óptimo dia!

  4. Laetitia Wednesday 9 November 2011 at 17:36 #

    Acredito…:s

Express yourself!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s