Orgulho. Doçura. Firmeza.

15 Mar
Ao longo da vida podemos esquecer muita coisa mas não as nossas raízes. E, mesmo pertencendo aqui, nunca me esqueço de São Paulo. A minha cidade, o lugar que me viu nascer. O sotaque há muito que se foi – isto de se ser gozado logo na escola primária faz verdadeiros “milagres” – mas as memórias, essas, ficaram para sempre gravadas na alma. E por isso quando vi este projecto mais do que o achar a ideia nobre tocou-me verdadeiramente no coração. Nunca estive numa favela, é certo, mas já passei perto de muitas. E sei como o incentivo e a ilusão boa podem fazer toda a diferença. Gostei muito, mesmo muito.
Advertisements

2 Responses to “Orgulho. Doçura. Firmeza.”

  1. A Garota de Ipanema Thursday 15 March 2012 at 17:39 #

    Ohh eu bem que desconfiava da tua “costela” brasileira 😛 Afinal és paulista, que engraçado. Nasceste na capital ou no interiorrrr? ehehe
    A minha irmã é como tu: veio para Portugal muito pequenina e já não tem sotaque nenhum (só quando o faz de propósito). Já eu… ui ui

    Acho excelente a iniciativa nas favelas, é um lugar tão pesado para estas crianças que deveria haver outras medidas que as afastassem um bocadinho dessa realidade tão cruel.

    Um grande beijinho :**

  2. Laetitia Sunday 18 March 2012 at 19:05 #

    Oi oi querida.:) Sou da capital mesmo.:D Vim para Portugal com seis anos…aliás eu vou é te mandar um e mail para podermos conversar…:D 😀
    Mua grande

Express yourself!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s