The avengers

9 May
Há já algum tempo fiz uma descoberta acerca da minha pessoa: a menos que o filme seja mesmo bom já não aguento sessões da meia noite sem pender a cabecita sobre o vizinho do lado. Por isso, quando um grupo de amigos decidiu arrastar-me para ver “Os Vingadores” à meia noite e meia, eu apercebi-me dos sérios riscos que corria no que toca a adormecer e a deixar escorregar os óculos 3D cara abaixo. Ainda desenhei o argumento de que filmes demasiado irreais e cheios de super heróis não são a minha praia, mas aqueles malvados adoráveis fizeram olhinhos reprovadores e lá me evangelizaram com a lenga lenga de que tem sido o filme mais visto há não sei quantas semanas.
 
A verdade é que o filme é longo como tudo. Não diria que é mau, mas posso assegurar que passei pelas brasas numa cena ou outra. A acção está lá, os efeitos especiais são bons, mas o excesso de diálogos pseudo-filosóficos é um borrão na pintura. Bem sei que não sou uma expert em heróis Marvel, mas como grande fã do Iron Man e do Spider Man (na banda desenhada e nos desenhos animados) sinto-me com alguma legitimidade para dizer que esperava mais do filme. Na verdade parece-me que o público alvo é o agrupamento nerd do secundário. 
Seja como for, ainda dei por mim a reparar que as poucas personagens femininas (duas, penso eu) têm um corpaço. Não sei se é dos fatos especiais ou se do que é, mas até a Scarlett, de quem não gosto muito e que não acho ser nada do outro mundo, está esculpida que só ela. 
Advertisements

Express yourself!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s