Obsessão: Magreza

16 Jul
Aqui há uns dias cheguei a casa tão esfomeada e cansada, que aterrei no sofá com um daqueles iogurtes gregos deliciosos. Liguei na Fashion TV, numa de ver as novidades das passereles, e estava a dar o São Paulo Fashion Week. De repente, ao olhar para a televisão, dei por mim a sentir saudades de modelos normais. Modelos como a Naomi Campbell, ou como a Gisele Bündchen. Magras sim, mas sem serem cabides humanos. É que as mulheres que ali estavam a desfilar eram esqueléticas de magras. Mulheres altíssimas e hiper- mega- magras. Sem cintura. Sem rabo. Pele e osso. Mulheres a quem apetecia pegar na mão e levar ao Mac para tirarem a “barriga da miséria”.
Eu compreendo que as modelos sejam magras. E que sejam altas. A roupa cai melhor, os sapatos alongam o que já de si é longo. Mas também acho que a moda é para nos fazer sonhar. Gosto de olhar para a Gisele, ou para a Miranda Kerr, e pensar que mulher linda, que corpo lindo, quem me dera. Gosto de as admirar porque realmente têm tudo no sítio. Porque são magras e altas sim. Mas porque também têm algum peito, uma cintura de dar inveja, e um rabo que metade das mulheres sonha ter.
Há limites para tudo. E para a magreza também. Cada vez mais as modelos se distanciam das pessoas reais, num conluio de suposta perfeição. Aquelas mulheres que eu vi não provocam inveja no feminino nem desejo no masculino. Provocam apenas pena. 
E por isso lá saboreei o meu iogurte sem culpas, enquanto tentava olhar para a roupa e não para as desgraçadas. 

 

Advertisements

7 Responses to “Obsessão: Magreza”

  1. Ana Monday 16 July 2012 at 15:13 #

    Compreendo-te perfeitamente, é mesmo verdade. Mete medo olhar para as modelos de certos desfiles!

  2. Fi* Monday 16 July 2012 at 17:26 #

    Eu cá não sou o exemplo da magreza, mas se há coisa que realmente não gosto é de mulheres esqueléticas, feias de magras. E pior: o que o mundo nos tenta instituir, exercendo uma enorme pressão social, para que todas sejamos magras, magrérrimas, lindas, maquilhadas e perfeitas.

    **

  3. kishikiari Monday 16 July 2012 at 19:37 #

    também me tem feita imensa confusão modelos tão magras

  4. Bomboca do Amor Monday 16 July 2012 at 20:17 #

    A magreza nas passerelles (ou lá como é que se escreve) é cada vez mais um exagero.
    E no quotidiano vemos cada vez mais extremos: da obesidade às miúdas (e mulheres) que tentam alcançar essa magreza, no meu ver nada bonita!
    Beijinhos,
    Bomboca do Amor.

  5. Pretty in Pink Monday 16 July 2012 at 20:26 #

    Podes crer, há com cada modelo mais magra que faz impressão…Eu não gosto e não compreendo como há quem goste…

    Beijinho*

  6. S* Monday 16 July 2012 at 21:58 #

    A magreza pode ser tão inestética como a gordura.

  7. Página ao Lado Tuesday 17 July 2012 at 08:55 #

    cada vez estão mais magras, até a beleza que cara se transforma!

    eu só sinto culpa do que como quando sei que é um autentico desastre e não era minimamente necessário!

Express yourself!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s