Tag Archives: Diary lookbook

Freezing leopard

4 Mar

???????????????????????????????Nos últimos dias o frio decidiu fazer jus ao nome e o vento, com ares de neve, obrigou-me a recordar que por mais que a minha cabeça já ande na estação das flores, ainda é inverno. É óbvio que se algum habitante de qualquer outro país da Europa, excluindo talvez os gregos e os sulistas de Espanha, ler que por aqui faz frio é bem capaz de pensar “esta não sabe o que é frio a sério”. Pois, é verdade (apesar de eu saber o que é frio com “f” maiúsculo). Sou forçada a admitir que embora seja uma friorenta do pior, em questões climáticas, não há melhor que Portugal. Somos europeus que somos, mas a maior parte dos nossos dias está longe de ser um típico dia europeu com neve e frio insuportáveis: o sol por aqui é rei, as temperaturas raramente andam no negativo, e podemos ir à praia – nem que seja só para ver o mar – sempre que nos apetecer.

Seja lá como for, certo é que neste dia estava um frio de rachar. Por isso, e porque acredito que os dias cinzentos não têm necessariamente que o ser, decidi apostar num mix inusitado: leopardo, azulão e uma pitada de barroco (com o casaco que também já tinha usado aqui). Haverá quem goste, haverá quem ache um tanto excêntrico demais, mas dificilmente deixará de arrancar uma reacção. Porque para mim a vossa opinião conta digam de vossa justiça: Yay or nay????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????Casaco leopardo: Morgan de Toi; Casaco: Stradivarius; Calças: Stradivarius; Botas: Zara; Brincos: Parfois.

Pink Roses

25 Feb

???????????????????????????????Há dias em que,  por culpa do despertador que se esqueceu de tocar ou simplesmente porque toda a nossa criatividade parece ter sido levada por um vácuo do tamanho de um buraco negro, não sabemos o que vestir. Ficamos ali com o pânico estampado no rosto, os ponteiros do relógio naquele tic tac irritante e ideias que é bom… nada. Toda a gente tem dias destes, infelizmente. Por isso é que é tão importante ter em mente alguns looks simples, fáceis de vestir, com os quais gostamos de nos ver e que são óptimos para estes dias de preguiça cerebral. No meu caso uma destas opções “de reserva” é a combinação camisa branca com jeans e um colar ou lenço giros para quebrar a monotonia. Mais ou menos como usei na sexta feira. Optei por calças coloridas para dar alguma vivacidade (sim, adoro cor), a clássica camisa branca e o casaco preto charmoso com detalhes em veludo. A completar, e para não ficar tão básico, o lenço com rosas. Os botins são os que mais tenho usado ultimamente e a mala é de guerra (bem idosa, na verdade). Que tal, aprovada?

???????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????Casaco: Zara; Camisa: Massimo Dutti; Calças: Zara; Botins Zara; Brincos: Bijou Brigitte; Anel: Primark; Lenço Stradivarius; Mala: Não me lembro, ofereceram-ma há muito tempo.

The Neon Feeling

22 Feb

???????????????????????????????Se é verdade que o temporal lá fora nos obriga a recordar que ainda é inverno, as fotos que tirei a semana passada comprovam que o estado do tempo é tão imprevisível como qualquer outra coisa nesta vida. Talvez São Pedro ande com alterações de humor, desgosto de amor, ou quem sabe ande só a ouvir Ivete Sangalo e Adele na mesma playlist. O que justificaria esta ida do riso às lágrimas num par de dias. Certo é que neste dia o sol brilhava, a temperatura estava amena e eu pude aventurar-me num look quase primaveril. Cores alegres, peplum, e um dos tecidos que mais amo, veludo intenso. A verdade? Soube-me bem, mesmo bem. Quase tão bem como o Guaraná com gostinho a infância.

P.S. Para acompanharem as minhas peripécias, qual manta de momentos, em tempo real procurem por @letisrose no instagram.

???????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????139072???????????????????????????????Blazer: Zara; Saia: Mango; Colar: Zara; Anéis: Swarovski (o outro não me lembro); Pulseiras: Parfois; Relógio: Calvin Klein; Sapatos: Bershka; Mala: Parfois; Óculos de sol: Prada.

I’m singing in the rain

21 Feb

Yellow

Embora tenha acordado com uns tímidos raios de sol a beijarem-me o rosto, não me deixei levar pela falsa promessa de um dia soalheiro. Não que tenha qualidades de adivinha ou saiba ler o andar das nuvens. Nada disso. Mas o diz-que-disse do café de todos os dias ameaçava, em tom de profecia, um final de semana chuvoso. E toda a gente sabe que nos cochichos de café – que vão desde o estado da bola à pouca vergonha para que nos arrasta a Assembleia da República – a única verdade em que se pode confiar é no estado do tempo. Meteorologistas por experiência é o que é. Afinal, se o ministro pode ser licenciado por experiência o povo não pode ser meteorologista por hábito? Voltando ao que importa, uma parte de mim – mais que ansiosa pela primavera – queria deixar-se levar pelo tentador engano proporcionado por aquele sol. Mas o espírito ensonado, arrancado a ferros da cama acolhedora, obrigou-me a ser sensata. Sob pena de cair no ridículo, ainda não se avistava sequer uma gota vinda dos céus àquela hora, optei pelo trench amarelo. O relógio dizia-me, em tom acusador, que já estava atrasada e não havia tempo para maquilhagem. Ora bolas, se ia ter olheiras de panda o dia todo também me apetecia ter o sol à força. E quando ao início da tarde o céu se pintou de negro e as pingas grossas me atingiram o rosto não me importei. Não porque goste de chuva, mas porque no meu mundo o sol brilhava. Pela primeira vez em muito tempo dei por mim a cantarolar o i’m singing in the rain, enquanto caminhava sem pressas debaixo do meu guarda-chuva amoroso.

The Wolf

20 Feb

WolfDe vez em quando há aqueles dias em que acordamos de manhã e nos apetece esganar o despertador. Por entre um duche apressado, as torradas deliciosas e a chávena de chá fumegante, não fazemos ideia do que vestir. Olhamos lá para fora e as nuvens preguiçosas inundam o céu num previsível tom cinzento. Nesses dias não há nada melhor que optar por alguma coisa que nos faça sentir confortáveis. Segunda feira foi um desses dias. Frio, um vento danado e alguns salpicos de chuva fizeram lembrar que ainda é inverno. Nada melhor que uma camisola divertida (estou obcecada com este lobo, adoro-o), uma pitada de cor, e os botins que nos fazem as delícias para começar bem o dia, right?

P.S. Resolvi fazer um teste e mudar a letra na escrita dos posts. O que acham? Gostam mais, gostam menos? Preferem a de sempre? Digam de vossa justiça. 

Wolf JumperWolf??????????????????????????????????????????????????????????????wolf???????????????????????????????2013-02-18 17.03.22???????????????????????????????Camisola: Asos; Calças: Stradivarius; Botins: Zara; Mala: Parfois; Colar: Accessorize; Pulseira: Bershka; Anel: Comprado em São Paulo.

Rouge

19 Feb
???????????????????????????????Gosto de cores fortes. E talvez por isso, ou porque como canta a Fafa de Belém esta é a cor da paixão, sou viciada em vermelho. Uma cor que tem tanto de garrida como de fatal, mas que me faz as delícias em todos os seus tons. Pode ser too much, pode gritar “estou aqui”, mas quando a ela se junta xadrez é-me impossível resistir. Diz que é o tal poder da paixão. E não é que é mesmo?
?????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????Vestido: Zara (idoso); Sobretudo: Americo Tavar; Botins: Comprados numa loja de rua; Óculos de sol: Prada.

The Black Leopard

13 Feb

The Black Leopard

Olhando para o meu armário sou obrigada a admitir que, a par dos vestidos, uma das peças que mais tenho, e de que mais gosto, são casacos. Especialmente casacos brancos. Acho-os lindos, no geral. E este não é excepção. Andei a namorá-lo durante muito tempo até o comprar, mas valeu a pena. Na sexta feira decidi conjugá-lo com um lenço estampado que me faz as delícias. Adoro a junção de cores e o leopardo cor de ébano. O tempo estava frio, como aliás é de esperar por estes dias, por isso cumpriu bem a função primária: combate eficiente à brisa desconfortável. A opção inicial, está bom de ver, é muito básica. Preto no branco. Mas a verdade é que não sou minimalista, apesar de às vezes me apetecer sê-lo. Não, não é uma antítese, ainda que possa parecê-lo. As mulheres são complicadas, dirão alguns. Eu digo que a moda serve para isso mesmo, para nos ajudar a encarnar o papel que mais nos apetece para enfrentar mais uma jornada do caminho. Ainda assim, e apesar do preto e branco ser das minhas combinações de cores preferidas, admito que tem muito mais a ver comigo com uma pitada de cor. Porque eu vejo (e gosto de ver) o mundo com todas as cores do arco-íris.

???????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????Casaco: Zara; Calças: Mango; Lenço: H&M; Mala: Parfois; Brincos: Mango; Anel: Mango; Pulseiras: Accessorize e Bijou Brigitte.